Revista Portfolio

Christie's leiloará The Rivals, obra-prima de Diego Rivera

Quadro pertence a coleção Rockefeller e está estimado entre US$ 5 e 7 milhões

09 de ABRIL de 2018

Icone Compartilhamento Facebook Icone Compartilhamento Twitter Icone Compartilhamento Google Plus Icone Compartilhamento Tumblr Icone Compartilhamento Pinterest

Christie's leiloará The Rivals, obra-prima de Diego Rivera

A Christie's anuncia a obra-prima de Diego Rivera, The Rivals (estimada entre US$ 5 e 7 milhões), como um dos destaques da coleção de Peggy e David Rockefeller, que será incluída no leilão de maio de 2018. A obra será exibida na mostra de destaques da coleção na Christie's de Los Angeles de 6 a 12 de abril como parte da turnê global promovida pela companhia de aviação privativa VistaJet. A prévia da coleção completa será realizada na Christie's do Rockefeller Plaza a partir do dia 28 de abril. Pela primeira vez no mercado, é a obra mais importante de Rivera que vai a leilão nas últimas décadas

Para Virgilio Garza, diretor de arte latino-americana da Christie's, "Diego Rivera retratou episódios da história em afrescos panorâmicos, mas são seus cavaletes que revelam um Rivera motivado por seu amor pelo homem comum, pelo senso de lugar e pela tradição. Inspirada em uma festividade local do estado mexicano de Oaxaca, The Rivals é magistralmente expressa por meio da interação de planos e cores. The Rivals não só nos brinda com um dos temas mais apreciados de Rivera, como também tem uma procedência impecável. A pintura é o cartão de visitas de Rivera em Nova York, tendo sido exposta pela primeira vez em sua mostra no MoMA em 1931 e raramente exibida desde 1937. Este será o primeiro leilão da obra, configurando uma oportunidade verdadeiramente animadora para o mercado."

A pintura em grande escala foi concluída em um momento marcante na carreira do artista. A década de 1930 foi significativa para Rivera, pois foi nela que o artista concluiu seus murais mais importantes nos Estados Unidos. O quadro também marcou o início de sua relação com os Rockefeller, a qual se conservaria por várias gerações. Encomendada por Abby Aldrich RockefellerThe Rivals foi concluída em um estúdio improvisado a bordo do Morro Castle – navio que transportou Diego Rivera e Frida Kahlo para Nova York antes da primeira exposição de Rivera no MoMA. A pintura foi dada a DavidPeggy Rockefeller em 1941 como presente de casamento e permaneceu com a família até os dias atuais.

Nesse cenário dinâmico, Rivera mostra na totalidade suas incomparáveis habilidades como pintor e colorista. O tema da obra, tão profundamente mexicano, é infundido com o uso moderno de diversos planos em harmonia com a sensibilidade cromática do artista. O resultado é o melhor de Rivera, estabelecendo-o como o precursor de um movimento de arte moderna que se propaga diretamente das Américas para o mundo.

David Rockefeller e a América Latina  

Diego Rivera acabou por aceitar o trabalho de execução dos murais (Man at the Crossroads) do Rockefeller Center, ainda em construção na época. Apresentado por sua mãe a Rivera quando o artista visitara a casa dos Rockefeller junto com Frida Kahlo na 54th Street, o jovem David passou a conhecer a obra do casal de pintores, como também os trabalhos de José Clemente OrozcoDavid Alfaro Siqueiros e Rufino Tamayo. 

David Rockefeller atribuiu o interesse pela América Latina a duas pessoas: a sua mãe Abby e a seu irmão mais velho Nelson, que teve um papel importante na região como empresário e diplomata americano. Peggy e David passaram uma segunda lua de mel no México no início de 1946, logo depois de David retornar do serviço militar na Europa. "Nós queríamos especialmente ver os murais de Rivera", disse David. "Sempre o achei uma pessoa muito simpática, além de gostar de sua pintura."

Durante a vida, David e Peggy estiveram cercados de obras extraordinárias no conforto de seus lares e no escritório de David no Chase National Bank. A crença deles na importância do apoio empresarial às artes serviu de incentivo para a coleção do Chase, que hoje possui mais de 30.000 obras em 450 escritórios espalhados pelo mundo. 

Além de incentivarem as artes, DavidPeggy Rockefeller decidiram destinar recursos da venda a um grupo de 12 instituições de caridade, entre elas American Farmland Trust, Americas Society/Council of the Americas, Council on Foreign Relations, The David Rockefeller Fund, Harvard University, Maine Coast Heritage Trust, Museum of Modern Art, Rockefeller Brothers Fund, Rockefeller University e The Stone Barns Restoration Corporation - Stone Barns Center for Food and Agriculture.

VEJA TAMBÉM

FlyView mostra Paris como nunca foi vista antes

A prestigiada estreia de “Ayrton Senna, o Musical”


Christie's leiloará The Rivals, obra-prima de Diego Rivera



Portfólio TV PORTFOLIO TV

Michel Teló se apresenta com seu show Bem Sertanejo na Área de Eventos do Shopping Vila Velha

Michel Teló se apresenta com seu show Bem Sertanejo na Área de Eventos do Shopping Vila Velha

Dança de Luise Schwan e amigos em sua festa de 15 anos

Dança de Luise Schwan e amigos em sua festa de 15 anos

Valsa dos 15 anos de Maria Eduarda Junca Simão

Valsa dos 15 anos de Maria Eduarda Junca Simão

Banda P9 My Favorite Girl no aniversário de Maria Eduarda Bolelli

Banda P9 My Favorite Girl no aniversário de Maria Eduarda Bolelli

Banda P9 My Favorite Girl no aniversário de Maria Eduarda Bolelli

Todos os direitos reservados l Copyright c Revista Portfolio Brasil 2017