O mundo da enogastronomia perde o visionário empresário Celso La Pastina

Ele deixa um legado memorável e expertise para a família e para o Grupo La Pastina

20 de AGOSTO de 2020

Icone Compartilhamento Facebook Icone Compartilhamento Twitter Icone Compartilhamento Google Plus Icone Compartilhamento Tumblr Icone Compartilhamento Pinterest Icone Compartilhamento Linkedin

O mundo da enogastronomia perde o visionário empresário Celso La Pastina

O falecimento do empresário Celso La Pastina significa, sem dúvida, a perda de uma figura emblemática no mundo do vinho e da gastronomia, suas grandes paixões. Presidente do Grupo La Pastina, que detém as empresas La Pastina, World Wine e o Restaurante Enosteria Vino e Cucina, Celso protagonizou uma história de sucesso.  A La Pastina foi fundada em 1947 pelo seu pai, Vicente La Pastina, imigrante italiano. Aos 20 anos de idade, em 1978, Celso começou a trabalhar com o pai por vontade própria, enquanto ainda cursava Administração de Empresas na Fundação Getulio Vargas, em São Paulo.

A partir daí, expandiu cada vez mais os negócios da família, consolidando seu posicionamento no mercado e sendo o pioneiro na criação de produtos da enogastronomia mediterrânea com a marca própria La Pastina, que abrange arrozes, temperos, molhos e muitos outros.

Apreciador do bem viver, não havia nada mais importante para ele do que estar em volta de uma mesa farta para celebrar com quem mais amava. Dizia também que "compartilhar uma refeição com a família é uma das coisas que se pode chamar de pequena, mas que tem um valor gigantesco".

Em 1999 Celso fundou a World Wine, especialmente para dedicar toda a sua paixão pelo mundo dos vinhos. Desde então, passou a ser considerado um dos grandes impulsionadores do crescimento do mercado de vinhos no Brasil. Autoridade no tema, para ele, "o vinho é prazer líquido". Em relação à World Wine, ele sempre focou em rótulos de alta qualidade e não em volume, para disponibilizar ao consumidor vinhos excepcionais, fato que levou à abertura de 14 lojas próprias espalhadas pelo país.

Em 2007, ano em que a empresa completou 60 anos, um grande marco para sua história foi a inauguração de um dos maiores e mais modernos Centro de Distribuição da América Latina, no Ipiranga, em São Paulo, e sua sede ocupa uma área de 16 mil metros quadrados, com mais de 400 colaboradores. Em 2011, adquiriu a importadora e lojas Fasano. Hoje, desenvolve produtos Fasano como massas, molhos, azeites, acetos, conservas e panetones, todos trazidos da Itália.

Celso La Pastina, um empresário com ética, competência e visão, deixa um legado memorável e expertise para a família e para o Grupo La Pastina, composto de uma equipe muito experiente, estruturada e robusta, que perpetuará sua paixão de levar à mesa dos brasileiros uma experiência enogastronômica de excelência.

VÁRIOS AMIGOS EXTERNARAM SEUS SENTIMENTOS EM DEPOIMENTOS

"Celso conseguiu fazer o que os grandes empresários sonham e poucos conseguem, construir uma empresa que o perpetua. Com a combinação certa de profissionalização e família, com foco em resultado e visão estratégica de longo prazo". 

Christian Burgos, publisher da Revista Adega e proprietário da Inner Editora.

"O Celso La Pastina sempre foi um empresário de muito caráter, visão e grande empreendedor. Ele escreveu alguns importantes capítulos da gastronomia brasileira. Vai fazer falta, principalmente, quando o mercado mais precisa de pessoas éticas e profissionais como ele".

Ricardo Castilho, diretor editorial da revista Prazeres da Mesa.

"O Celso foi um personagem importante da história do vinho no Brasil e que nos deixa antes da hora. Apostou na World Wine 20 anos atrás, quando eram poucas as importadoras de vinho. Foi pioneiro em trazer rótulos de vinhos orgânicos e biodinâmicos para cá. Há várias boas histórias do Celso, que muitos de nós poderíamos contar aqui, histórias que ele escreveu com o seu jeito sempre gentil e atencioso".

Suzana Barelli, colunista de vinho do Paladar (Jornal O Estado de S. Paulo)

"O falecimento de Celso La Pastina certamente deixa o mundo brasileiro do vinho menor, em todos os aspectos.Por sua personalidade, fala mansa, com uma visão aguda e comentários inteligentes que se abriam em sorriso, nunca excessivamente extrovertido. Celso era um homem cordial, que cultivava os amigos, muitos dos quais produtores representados no Brasil pela La Pastina e pela World Wine".

Guilherme Velloso, jornalista especializado em vinho. 

Celso La Pastina faleceu em 20 de agosto de 2020, em decorrência de complicações cardíacas ocasionadas pelo COVID-19.

VEJA TAMBÉM

Carla Prata revela que sua saúde está em primeiro lugar e prioridade é ser feliz

Zezé Di Camargo e Luciano fazem primeiro show Drive In no Allianz Parque

ACOMPANHE O DIA E A NOITE DOS FAMOSOS PELO NOSSO INSTAGRAM


O mundo da enogastronomia perde o visionário empresário Celso La Pastina



Portfólio TV PORTFOLIO TV

Baile do Copa 2020 entrando na festa

Baile do Copa 2020 entrando na festa

Baile do Copa 2020 Cordão da Bola Preta no Golden Room

Baile do Copa 2020 Cordão da Bola Preta no Golden Room

Baile do copa 2020 receptivo com a Bateria Balanço Zona Sul

Baile do copa 2020 receptivo com a Bateria Balanço Zona Sul

Momento do show de Serjão Loroza no Baile do Copa 2020

Momento do show de Serjão Loroza no Baile do Copa 2020

Momento do show de Serjão Loroza no Baile do Copa 2020

Todos os direitos reservados l Copyright c Revista Portfolio Brasil 2017