A brasileira Patrícia Jordane, Musa da Copa de 2014, vira empresária e é recorde de capas da Playboy mundial

Casada com o produtor americano Richard Raymond atualmente mora em Miami

09 de OUTUBRO de 2020

Icone Compartilhamento Facebook Icone Compartilhamento Twitter Icone Compartilhamento Google Plus Icone Compartilhamento Tumblr Icone Compartilhamento Pinterest Icone Compartilhamento Linkedin

A brasileira Patrícia Jordane, Musa da Copa de 2014, vira empresária e é recorde de capas da Playboy mundial

A musa da Copa do Mundo em 2014 Patrícia Jordane mora atualmente em Miami. Casou-se com o produtor americano Richard Raymond, de 30 anos, em 2017, pouco depois de se instalar na Flórida. “Fui muito por causa dele, porque já nos conhecíamos e começamos a namorar um ano antes.”

Recorde de capas da Playboy, ao todo 22 revistas, Patrícia abriu uma agência chamada:  K Produções em Florianópolis, Santa Catarina, com a sócia Kyara Lisboa, onde as duas trabalham em vários países na produção e casting para clipes, em sua maioria de rappers, como Snoop Dogg e Tyga.

Além do trabalho em casting, Patricia Jordane deu continuidade aos negócios da família, uma estamparia em Minas Gerais, e expandiu para a Europa e Estados Unidos a sua própria marca  JCrownn, fashion e moda praia.

Tenho uma sócia em Portugal, a Kyara Lisboa, e estamos agora começando a criar roupas para as modelos usarem nos clipes também, unindo as duas pontas dos negócios”, diz ela.

Influencer, com mais de 220 mil seguidores, a modelo decidiu parar sua carreira, devido a toda maldade que viveu em 2014.

Quando eu assinei o contrato com a Playboy no Brasil, eu assinei com meu nome Patrícia Jordane “Musa da Copa“ e depois o diretor decidiu trocar o termo “Musa da Copa” por “Ex de Neymar”. Mas aqui no EUA nunca foi mencionado o nome dele eu graças a Deus não sobrevivo disso e nunca sobrevivi, e se eu soubesse que usariam o nome dele, nem teria assinado com o revista, aliás na época até me prejudicou, porque eu não era atriz e nem queria ser. Teve atriz que se mordeu porque eu virei a bola da vez, eu virei a musa da Copa do Mundo, e fui parar em 17 capas, realmente não estava preparada para tudo isso e não tinha noção da proporção do que estava acontecendo. Vivi no meu mundinho e até sumi, me magoei muito com tudo que lia. Minha assessora inclusive tentava me levantar na época para eu fazer eventos, desfiles, presenças vips e eu não queria. Eu era muito jovem, tinha apoio dos meus pais que sempre me deram uma vida boa, não precisava de nome de ninguém para sobreviver, sempre fui modelo e ele deveria ter até me agradecido, por que nunca tive intenção de prejudicá-lo, ao contrário de outras que até o colocaram na justiça.

Mas eu sei bem o motivo, daquele bafafá todo, rsrs.

De todas as ex do Neymar eu fui a única que sempre defendeu ele e devido a isso, virei a Maria Chuteira, mas o tempo colocou tudo no seu devido lugar
” esclareceu a modelo que vive em Miami.

VEJA TAMBÉM

Dilsinho faz campanha para ajudar novos artistas do pagode

Francini Matarazzo Falcão comemora 4.0. Noite animada com muita música e muita dança

ACOMPANHE O DIA E A NOITE DOS FAMOSOS PELO NOSSO INSTAGRAM

Fotos K Produções/ Divulgação


A brasileira Patrícia Jordane, Musa da Copa de 2014, vira empresária e é recorde de capas da Playboy mundial

Patrícia Jordane



Portfólio TV PORTFOLIO TV

Sidney Magal - Me Chama Que eu Vou

Sidney Magal - Me Chama Que eu Vou

Sidney Magal - Me Chama Que eu Vou

Todos os direitos reservados l Copyright c Revista Portfolio Brasil 2017